Cambura luta e vence, mas não conquista o acesso

O Camboriú FC recebeu o Metropolitano na tarde de domingo, dia 19, em partida válida pelas semifinais do Catarinense Série B 2018. Jogando no Robertão, o Tricolor precisava vencer por dois gols de diferença para conquistar a vaga na final e o acesso à Série A 2019. Valente até o último instante, a Cambura buscou a virada e venceu o jogo por 2×1, mas acabou ficando fora da decisão da competição no saldo de gols.

Willian Paulista abriu o placar para o Metropolitano no primeiro tempo, e Jean Carlos e Aldair viraram para o Camboriú na segunda etapa. Fora de campo, destaque para a linda festa feita pela torcida tricolor, que lotou as arquibancadas e incentivou o time durante os 90 minutos.

O jogo

Precisando de gols e com uma formação ofensiva, a Cambura começou a partida pressionando. Logo no primeiro minuto, Paulinho quase abriu o placar de voleio. O Metropolitano, porém, foi equilibrando a partida e teve uma grande chance de abrir o placar aos 28 minutos, em cobrança de pênalti. Zé Carlos, porém, fez a defesa e incendiou o Robertão. Aos 39, porém, em contra-ataque, William Paulista colocou os visitantes na frente. Metrô 1×0, placar do intervalo.

Precisando de três gols na segunda etapa, a Cambura não se entregou. Logo aos 2 minutos, Jean Carlos marcou, mas o gol foi anulado por falta no goleiro adversário. Mas aos 14, não teve jeito. Após lançamento na área, o mesmo Jean Carlos foi mais rápido do que a zaga e tocou para o gol, deixando tudo igual: 1×1.

Com 30 minutos para marcar mais dois gols, o time jogava no embalo da torcida, que não parava de cantar um segundo. O Tricolor criou chances, mas o segundo gol teimava em não sair. Quando tudo já parecia perdido, Paulinho foi derrubado na área aos 45 minutos. Aldair bateu e fez 2×1, deixando o Tricolor a um gol do acesso.

Nos acréscimos, pressão tricolor. Em uma sequência de escanteios, por muito pouco a bola não voltou a balançar as redes. Seria o gol do acesso, que infelizmente não saiu. Aos 50 minutos, apito final. Cambura 2, Metrô 1, e um time que deixou o campo sob os gritos de “Time de Guerreiros”, que ecoou nas arquibancadas no Robertão. Caímos de pé. E que venha 2019!

Camboriú: Zé Carlos, Mota, Igor (Edilson), Gabriel Peres, Higor Martins (Mateus Arence); Ruan, Aldair, Flavio Paulino; Paulinho, Tiago Pará (Renan), Jean Carlos. Téc.: Mauro Ovelha.

Share Now

Related Post

Deixe uma resposta

Você precisa estar logado para inserir um cometário